Conferência no CCA discute parcerias com instituições chinesas para projetos na agricultura

17 de dezembro de 2019

Com o objetivo de fortalecer a relação com a China em um dos temas mais estratégicos para o Ceará e para o Brasil, a Universidade Federal do Ceará sediou, nos dias 13 e 14 de dezembro, a I Conferência China/América Latina para Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação na Agricultura. O evento ocorreu no Auditório Alzir Barreto, do Departamento de Zootecnia, no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra, reunindo representantes de instituições cearenses e chinesas.

A ideia é que a UFC, com o apoio do Governo do Estado, formalize convênios e parcerias com a Universidade Tsinghua, localizada em Pequim e considerada uma das melhores instituições de ensino da China e do continente asiático.

O professor Liu Dehua, da Universidade de Tsinghua, destacou a notoriedade da UFC e a intenção de desenvolver cooperações científicas e tecnológicas com o objetivo de incrementar a produção agrícola e as relações comerciais entre Brasil e China. Veja na entrevista: https://www.youtube.com/watch?v=g7rVl5ViTQ0

Liu Dehua pontuou ainda que a agricultura precisa ser modernizada pelas ciências tecnológicas, inclusive para reduzir os impactos ao meio ambiente. “Por isso a importância de organizar uma conferência focada nas oportunidades de cooperação para a agricultura nas ciências tecnológicas”, reforçou.

Leia também: Reitor da UFC volta da China e anuncia novas propostas de convênio

O representante do Ministério da Ciência e Tecnologia da China, Zhu Hao, salientou que China e América Latina possuem um grande potencial de cooperação, em relações do tipo “ganha-ganha”, na qual ambos os parceiros colhem benefícios.

“O setor agrícola é prioridade para nós na China, principalmente na cooperação técnico-científica”, afirmou Zhu Hao, acrescentando que este é apenas o ponto de partida para uma atuação conjunta em outras áreas, ao longo dos próximos anos.

Confira a reportagem da rádio Universitária FM sobre a conferência

O governador Camilo Santana foi representado por Silvio Carlos Ribeiro, secretário-executivo do Agronegócio, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho. Ribeiro ressaltou a importância estratégica da China no mercado global e o fato de o país estar se aproximando cada vez mais do Brasil nas relações comerciais. Confira a entrevista: https://www.youtube.com/watch?v=–PErRHL0h0

Ribeiro acrescentou ainda que a produção de frutas é uma das áreas com maior potencial de crescimento na parceria entre Ceará e China. Ele destacou a cultura do melão, fruta que o Estado começou a exportar recentemente para o país asiático.

Para a diretora do Centro de Ciências Agrárias da UFC, Profª Sônia Pinheiro, o evento foi também uma espécie de vitrine para o CCA, unidade que é um dos destaques da Universidade no depósito de patentes ‒ importante indicador de inovação científica e tecnológica. Veja o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=Xln0HhHdqsU

O reitor Cândido Albuquerque, que no dia do evento cumpria missão na China, foi representado na ocasião pelo pró-reitor-adjunto de Pesquisa e Pós-Graduação, Prof. Rodrigo Porto. Lembrando que a UFC já tem uma série de parcerias internacionais, Porto salientou que há “bastante espaço” para a ampliação das relação com a China. Confira a entrevista: https://www.youtube.com/watch?v=s2PWG6V2AHE

A comitiva chinesa também visitou espaços do Centro de Tecnologia, como o Grupo de Pesquisa em Telecomunicações sem Fio (GTEL) e o Centro de Tecnologia em Asfalto Norte/Nordeste. Todas as imagens da visita e da conferência no CCA estão no Flickr da UFC.

Em janeiro, está prevista a vinda de outro grupo de chineses ao Ceará para discutir, entre outros pontos, aspectos tributários e logísticos relativos à exportação do melão.

 

Publicado originalmente em http://www.ufc.br/noticias/14087-conferencia-no-cca-discute-parcerias-com-instituicoes-chinesas-para-projetos-inovadores-na-agricultura