Português

Ranking internacional coloca UFC entre as melhores universidades do mundo ‒ Engenharia de Alimentos e Zootecnia contemplam a lista

16 de julho de 2019

A Universidade Federal do Ceará está entre as 500 melhores universidades do mundo em sete áreas de concentração, segundo informou o Global Ranking of Academic Subjects (GRAS). A edição de 2019 da lista, elaborada pela ShanghaiRanking Consultancy, avaliou mais de 4 mil instituições de ensino ao redor do mundo em 54 áreas.

O GRAS toma por base os dados da Web of Science e da InCites, considerando cinco indicadores: número de artigos publicados; impacto dos artigos indexados no Science Citation Index; extensão da colaboração internacional; número de artigos publicados em revistas de impacto; e número de docentes premiados internacionalmente.

Conforme complementa o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Prof. Antonio Gomes, o bom resultado “reflete os demais que temos testemunhado, a exemplo do ranking Leiden, que ressaltou a UFC como a 1ª instituição brasileira na proporção de artigos entre os 10% mais citados no mundo. O resultado no GRAS merece muita comemoração porque desde 2015 os investimentos em pesquisa vêm sistematicamente caindo, e os pesquisadores têm sido criativos e resilientes para buscar alternativas e manter suas pesquisas na linha de frente”.

DESTRINCHANDO O GRAS ‒ O ranking, que é publicado desde 2009, divide as áreas em cinco grandes campos do conhecimento: engenharia; ciências da vida; ciências médicas; ciências naturais; e ciências sociais. Destas, a UFC é citada nas três primeiras.

No campo de engenharia, a Universidade é lembrada em ciência e tecnologia de alimentos (201-300) e em engenharia química. Na primeira, a participação da UFC se dá por meio de seu Curso de Engenharia de Alimentos, responsável, inclusive, pelo primeiro produto licenciado inteiramente produzido pela Universidade: o Natchup, um ketchup à base de acerola.

No campo de ciências da vida, a UFC se coloca na faixa 201-300 na área de ciências veterinárias, contemplada na Instituição através do Curso de Zootecnia, criado em 2000 e integrante do Centro de Ciências Agrárias (CCA), no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra.

“Vemos o esforço que vem sendo feito na Engenharia de Alimentos, que é uma área com grande potencial de desenvolvimento. E esse dado da área de veterinária é muito positivo, porque ela é contemplada na UFC com um só curso, Zootecnia, e temos todo esse destaque. A pesquisa que é feita na área de polinização, por exemplo, é de renome internacional”, avalia.

Para o reitor, a Universidade tem realizado inúmeros esforços para dar incentivo à pesquisa e à pós-graduação. “E tais incentivos acabam se refletindo nesses resultados”, defende Henry Campos. Entre as medidas, ele cita o Programa Institucional de Internacionalização (PRINT), no qual a UFC esteve entre as 36 instituições do Brasil contempladas com financiamento, e muito bem ranqueada pela CAPES (a proposta da UFC, com 16 projetos de pesquisa, foi integralmente aprovada).

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional ‒ fone: (85) 3366 7331