Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Centro de Ciências Agrárias

Área do conteúdo

79 anos da estadualização da Escola de Agronomia do Ceará

Data de publicação: 6 de junho de 2014. Categoria: Notícias
Em 7 de maio de 1935 a Escola de Agronomia do Ceará tornou-se instituição estadual por meio do decreto de número 1.550. Desta maneira, deixou de ser mantida por sua Sociedade Mantenedora.

No preâmbulo do decreto são apontados os principais motivos que levaram à decisão de transferir a responsabilidade da Escola ao governo estadual, entre eles os mais relevantes foram: o reconhecimento da Escola como utilidade pública pelas prestações de serviço ao estado do Ceará e ao país, o importante papel da agricultura na economia do Ceará, o reconhecimento do dever do Estado de garantir educação ao povo.

Outro fator decisivo foi a fundação da Escola Nacional de Agronomia, fundada um ano antes, em 1934 e a adoção do seu currículo na Escola cearense, aumentando os custos da instituição, sendo mais viável que o governo estadual à administrasse. Ainda assim a Escola passou por uma crise no ano de 1937, pois a Constituição implantada naquele ano proibia a acumulação de cargos públicos. Como a maior parte dos professores tinha outros cargos de melhor remuneração, deixaram a carreira docente.

A questão foi resolvida contratando novos professores, que ficaram responsáveis por disciplinas agrupadas em departamentos, uma sugestão do professor Renato Braga, diretor da escola naquele momento. Abaixo o nome dos professores que compunham o corpo docente.
Francisco Aluísio Pinheiro; Davi Felinto Cavalcanti; Ésio Pinheiro; Agenor Maia Ferreira; José Dario Soares; Prisco Bezerra; José Hugo Bastos de Oliveira; Vicente Lopes Gondim; Américo Gomes da Silva; Renato de Almeida Braga; Walter de Sá Cavalcante.

Fonte: Coordenadoria de Extensão do Centro de Ciências Agrárias – fone: 3366.9735

Acessar Ir para o topo