Português

Contribuições do CCA/UFC para a conservação do solo no semiárido

17 de abril de 2019

No dia 15 de abril é comemorado o Dia Nacional da Conservação do Solo, conforme estabelecido na Lei Federal nº 7.876 de 1989. O dia 15 de abril foi escolhido em homenagem a Hugh Hammond Bennett – pioneiro nos estudos sobre conservação do solo nos Estados Unidos. O intuito de estabelecer esta data comemorativa foi estimular as reflexões sobre a conservação do solo e a necessidade do uso adequado desse recurso natural tão importante para a produção de alimentos.

No Centro de Ciências Agrárias da UFC (CCA/UFC) a conservação do solo é ensinada nos cursos de Agronomia, Zootecnia e Economia Ecológica por docentes do Departamento de Ciências do Solo. No currículo atual, os alunos de Agronomia estudam a conservação do solo na disciplina Manejo e Conservação do Solo e da Água. Os alunos de Zootecnia estudam o assunto na disciplina Fertilidade e Manejo do solo, enquanto que os alunos de Economia Ecológica tratam do tema na disciplina Agricultura e Ambiente. Nas disciplinas ofertadas aos cursos de Agronomia e Zootecnia, além da relação entre atributos do solo e o manejo, são estudados temas como a aptidão agrícola das terras e práticas conservacionistas que são subdivididas em edáficas, vegetativas e mecânicas. Essas práticas são estudadas sempre levando em consideração as situações distintas encontradas nas demais regiões climáticas do Brasil e do mundo, mas também considerando as especificidades da região semiárida. Já no curso de Economia Ecológica, os alunos estudam as causas e efeitos da degradação do solo, assim como a importância da conservação do mesmo para a manutenção dos serviços ambientais e da produção agrícola.

As atividades de pesquisa sobre conservação dos solos no semiárido têm sido realizadas há 43 anos por meio do Programa de Pós-graduação em Ciência do Solo (PPGCS). Nesse programa, docentes dos departamentos de Ciência do Solo e Engenharia Agrícola atuam na temática conservacionista que está inserida na área de concentração denominada Manejo de Solo e Água, na qual já foram defendidas 127 dissertações e 13 teses.
Os estudos até então realizados no PPGCS, abrangendo o tema conservação do solo, têm permitido entender a dinâmica da ciclagem de nutrientes e de matéria orgânica mediante as condições edafoclimáticas e de manejo do semiárido brasileiro. Aspectos referentes às perdas de solo por erosão também têm sido investigados, ampliando a compreensão dos processos e permitindo encontrar alternativas para controle desta forma de degradação dos solos. A manutenção e disponibilidade de água no solo, o reuso das águas e as possibilidades de uso das terras mediante condições salinas também são temáticas relacionadas à conservação dos solos e que fazem parte das pesquisas realizadas no PPGCS/CCA/UFC.

Os resultados das pesquisas feitas na pós-graduação se traduzem na geração de conhecimentos que, além de enriquecerem os conteúdos das aulas ministradas para a formação de agrônomos, zootecnistas e economistas ecológicos, também fornecem subsídios às ações de extensão. Além disso, a publicação dos resultados científicos como dissertações, teses ou artigos permite que o conhecimento seja acessado por profissionais em diferentes partes do Brasil e do mundo.
A geração de conhecimentos e a formação contínua de recursos humanos fazem com que o CCA/UFC contribua de forma relevante para a conservação do solo no semiárido brasileiro. Contudo, é fundamental que haja interação com os agentes da extensão rural e das políticas públicas para que as práticas conservacionistas sejam efetivamente adotadas pelos agricultores da região.

Fonte: Professora Mirian Cristina Gomes Costa e Professor Julius Blum