Português

Defesa de Doutorado na Fitotecnia

6 de abril de 2015

No último dia 24 de março, foi realizada a defesa de Doutorado em Fitotecnia pelo aluno Raimundo Thiago Lima da Silva, sob orientação do Prof. Sebastião Medeiros Filho.

Com título CULTIVO DE GIRASSOL NO MUNICÍPIO DE CAPITÃO POÇO – PA: PLASTOCRONO, LÂMINAS DE ÁGUA E ADUBAÇÃO BORÁCICA, a defesa aconteceu as 14:00 e contou com uma banca formada pelos professores Sebastião Medeiros Filho, (Presidente), Alek Sandro Dutra (Interno), Franscisco Marcus Lima Bezerra (Externo ao programa), Ciro Miranda Pinto (Externo à instituição [UNILAB]) e Salvador Barros Torres (Externo à instituição [UFERSA).

Resumo:

"A obtenção de informações por meio da pesquisa tem sido decisiva para dar suporte tecnológico ao desenvolvimento da cultura do girassol no mundo, garantindo melhores produtividades e retornos econômicos competitivos. Entre as várias tecnologias desenvolvidas para a produção de girassol, a escolha adequada de cultivares constitui um dos principais componentes do sistema de produção da cultura. Diante da existência de interação genótipos x ambientes, são necessárias varias pesquisas, a fim de determinar o comportamento agronômico dos genótipos e sua adaptação às diferentes condições locais. Partindo desse principio, foram desenvolvidos quatro experimentos no município de Capitão Poço, no estado do Pará, com duas cultivares de girassol, a Embrapa 122 e a Catissol. No experimento I, determinou-se o plastocrono das cultivares de girassol, semeadas em duas épocas do ano. No experimento II, avaliou-se o efeito de diferentes lâminas de água sobre o comportamento produtivo das cultivares de girassol, cultivadas em ambiente protegido, visando definir critérios para o manejo da irrigação. No experimento III, avaliaram-se oito doses de boro, nas características de crescimento e produção de plantas de girassol e no Experimento IV, o objetivo foi verificar o conteúdo relativo de água, as concentrações, de aminoácidos solúveis totais, de proteínas solúveis totais, de amônio livre, de prolina e a atividade da redutase do nitrato, em folhas de girassol, em função de duas cultivares e de diferentes lâminas de água. A partir dos resultados obtidos, conclui-se que: As épocas de semeadura, os subperíodos de desenvolvimento vegetativo e as cultivares, possuem efeito direto sobre o plastocrono em girassol, com variações de 14,6 a 87,0 °C dia nó-1. A cultivar catissol obteve valores de massa de matéria seca da parte aérea, massa de matéria seca do capítulo e o diâmetro do capítulo superior a Embrapa 122, para o efeito das lâminas de água, a massa de 100 aquênios, a produção por planta, a massa de matéria seca da parte aérea, a massa de matéria seca do capítulo e o diâmetro do capítulo responderam de modo linear as lâminas de água. As variáveis, produção, massa de 100 aquênios e número de folha, foram otimizadas por pequenas doses de boro. E por fim, As lâminas de água aplicadas influenciaram nas concentrações de aminoácidos, de proteína, de prolina, do conteúdo relativo de água e na atividade da redutase do nitrato, nas folhas de girassol, assim como o material genético em estudo, apresentou resultados diferenciados, para essas variáveis, com exceção da atividade da redutase do nitrato. Portanto, percebeu-se que o girassol desempenhou mecanismos de ajustamento osmótico nas folhas, para tolerar diversas situações de umidade de água no solo."

 

Fonte: Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA)