Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Centro de Ciências Agrárias

Área do conteúdo

Defesa de Tese no DENA

Data de publicação: 19 de janeiro de 2016. Categoria: Notícias

Ocorreu dia 14 de janeiro na Sala da Pós-Graduação do Departamento de Engenharia Agrícola-DENA, às 9 horas, a defesa de tese da doutoranda Bruna Macedo, cujo título é Poços Rasos e Reúso de Água como Alternativas para Sustentabilidade Hídrica e Econômica no Perímetro Irrigado Curu, Pentecoste, Ceará.

Componentes da Banca

  • Prof. Raimundo Nonato Távora Costa-Orientador
  • Dra. Marisete Dantas de Aquino
  • Dr. Sílvio Carlos Ribeiro Vieira Lima
  • Dr. João Ribeiro Crisóstomo
  • Dra. Danielle Ferreira de Araújo

RESUMO
pesquisa teve como objetivo proporcionar informações a partir da análise de indicadores de viabilidade técnica e econômica da introdução de fontes alternativas de água oriundas de poços rasos e do reuso da água excedente da irrigação por superfície em sistemas localizados, além da substituição do cultivo tradicional da bananeira irrigada por sulcos por novos planos de cultivo com as culturas da abóbora e do mamoeiro no Perímetro Irrigado Curu Pentecoste, Ceará. Foram obtidos dados primários de produtividade da água de irrigação com a cultura do mamoeiro, além de dados secundários de produtividade da água de irrigação para as culturas da bananeira e da abóbora. Realizou-se análise econômica dos cenários propostos em substituição a bananeira irrigada por sulcos, cultura que apresenta baixo rendimento e tem por parte dos agricultores familiares o interesse em sua substituição. Além disso, foi analisada a capacidade de suporte em poços rasos tubulares para irrigação, considerando o cenário de recarga plena e de escassez hídrica. Para análise temporal dos parâmetros de qualidade da água de irrigação foram realizadas coletas em nove pontos representativos das fontes de água do perímetro irrigado, tais como canais, drenos coletores e poços rasos. Os dados de produtividade da água revelam que os planos de cultivo analisados associados às alternativas de fontes hídricas provenientes de poço raso tubular e de reuso do excesso da irrigação por superfície em sistemas localizados, se mostram bem mais atrativos do ponto de vista ambiental e econômico que o cultivo tradicional da bananeira irrigada por sulcos nas condições do Perímetro Irrigado Curu Pentecoste. Em todos os cenários analisados verifica-se que no fluxo de caixa as receitas passam a superar os custos para períodos inferiores há dois anos, e que as taxas internas de retorno são sempre superiores ao dobro da taxa interna correspondente ao cultivo tradicional da bananeira. A capacidade de suporte dos poços rasos tubulares destinados à irrigação no Perímetro Irrigado Curu Pentecoste, mesmo em um cenário caracterizado como de escassez hídrica, revela que a exploração desse recurso hídrico subterrâneo na região se mostra como uma alternativa viável para irrigação de pequenas áreas de agricultores irrigantes. A qualidade das fontes hídricas no perímetro irrigado apresentou de modo geral grau moderado de restrição ao uso, apresentando qualidade de água inferior no período seco, com maiores concentrações de sais devido à redução nos níveis hidráulicos e elevadas taxas de evaporação registradas no período.

 Fonte: Prof. Raimundo Nonato Távora Costa, fone: (85) 3366.9764

Acessar Ir para o topo