Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Centro de Ciências Agrárias

Área do conteúdo

Efemérides – Fevereiro e Março

Data de publicação: 9 de março de 2017. Categoria: Notícias

Seguindo a série de publicações intituladas Efemérides, a Diretoria do Centro de Ciências Agrárias faz uma nova publicação referente aos meses de fevereiro e março. Seguindo o mesmo princípio, a ideia é abordar a Cronologia da então Escola de Agronomia do Ceará até o atual Centro de Ciências Agrárias, citando os fatos mais importantes no decorrer de toda a sua existência.

Fevereiro

28 de fevereiro de 1967: Criação do Departamento de Zootecnia

O Departamento de Zootecnia (DZ) teve origem no antigo Instituto de Zootecnia, criado em 1960 pelo reitor Antônio Martins Filho e transformado em departamento por força dos Decretos-lei nº 53, 18 de novembro de 1966, e nº 252, de 28 de fevereiro de 1967.

O DZ compreende os seguintes setores: Bovinocultura, Ovinocaprinocultura, Forragicultura, Avicultura, Suninocultura, Cunicultura, Apicultura, Laboratório de Fisiologia Animal, Laboratório de Sanidade Animal e Laboratório de Nutrição Animal. O Departamento oferta disciplinas para os cursos de graduação em Agronomia, Zootecnia e Engenharia de Pesca e para os curso de pós-graduação (mestrado e doutorado) em Zootecnia.

4 de fevereiro de 1972: Criação do Curso de Economia Doméstica

O curso de Economia Doméstica da UFC foi instalado em 4 de fevereiro de 1972, vinculado, a princípio, ao Departamento de Economia Agrícola; seu reconhecimento ocorreu em 24 de maio de 1978, pelo Decreto 81.723.

28 de fevereiro de 1992: Criação do Mestrado em Engenharia Pesca

O curso de graduação em Engenharia de Pesca foi criado em 25 de julho de 1972 e reconhecido pelo Conselho Federal de Educação (CFE) em 11 de julho de 1978. O curso contempla as seguintes unidades curriculares, ou área de conhecimento: Pesca, Tecnologia Pesqueira, Biologia Aquática, Oceanografia, Aquicultura, Processamento do Pescado, Economia Pesqueira e Trabalho Supervisionado.

Em algumas disciplinas são oferecidas vagas para alunos dos cursos de graduação em Geografia e Biologia, como disciplinas optativas desses cursos.

 

Março

18 de março de 1918: Fundação da Escola de Agronomia

A ideia de fundar uma escola de agronomia segundo o modelo de uma associação mantenedora subsidiada pelo Estado surgiu em uma conversa informal à porta de uma farmácia. Em frequentes encontros com pessoas importantes da época, o dono do estabelecimento, farmacêutico Joaquim Frederico Gomes de Andrade, propôs levarem adiante a ideia de fundação da escola, no que foi apoiado pelo também farmacêutico Heribaldo Costa pelo médico Tomaz Pompeu Filho.

Foi a partir daí que, em sessão iniciada às 19 horas do dia 30 de março de 1918, foi criada a Escola de Agronomia do Ceará, fundando-se, ato contínuo, a Sociedade Mantenedora dessa Escola.


2 de março de 1973: Criação do Centro de Ciências Agrárias


25 de março de 1975: Início do Programa de Educação Agrícola Superior (PAES)

O Programa de Educação Agrícola Superior – PAES foi iniciado em março de 1975 e concluído em dezembro de 1978, e foi resultante do convênio MEC/USAID/Universidade Estadual de Michigan. Entre as principais linhas de ação do Programa constavam: ampliação do corpo docente, treinamento de docentes a nível de pós-graduação, apoio aos cursos de mestrado em Economia Rural e em Fitotecnia, criação dos mestrado em Tecnologia de Alimentos, Solos e Nutrição de Plantas, Engenharia Agrícola e Zootecnia e consultoria ao Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Mato Grosso.

Como resultado do PAES, entre 1975 e 1978 foram contratados 21 docentes e foram treinados outros 23, em cursos de mestrado ou doutorado no país e no exterior. Além desses, mais cinco docentes fizeram cursos de curta duração na Universidade de Michigan, Estados Unidos.

23 de março de 1983: Assinatura do Contrato do Projeto MEC/BID/III

O Programa para o Desenvolvimento das Universidades Federais, mais conhecido como Projeto MEC/BID/III, foi um dos fatores importantes para a consolidação da melhoria da infraestrutura do campus. Resultado de dois contratos de financiamento celebrados entre o governo brasileiro e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em março de 1983, o projeto foi executado no período de agosto de 1984 a dezembro de 1989.

Os contratos previam a alocação da importância global de US$ 200 milhões, destinada a apoiar projetos de melhoria em 11 universidades federais do Brasil, entre as quais a UFC. Desses recursos, US$ 26.708.861 seriam destinados à UFC.

No CCA, o Projeto BID III financiou a construção do bloco para o curso de Economia Doméstica, a ampliação, implantação e reforma dos blocos do Departamento de Tecnologia de Alimentos, a ampliação do Departamento de Economia Agrícola e a reforma da unidade didática do curso de Engenharia de Pesca.

6 de março de 2007: Criação do Doutorado em Engenharia Agrícola

O Doutorado em Engenharia Agrícola foi criado em 6 de março de 2007 e credenciado pela CAPES. O programa completo (mestrado e doutorado) consta de 41 disciplinas, sendo 8 obrigatórias e 33 optativas. Entre as disciplinas obrigatórias, 6 são comuns aos dois níveis, sendo a dissertação e a tese exclusivas, respectivamente, do mestrado e do Doutorado.

 

Fonte: Livro de Teobaldo Campos Mesquita – Escola de Agronomia do Ceará \ Diretoria do Centro de Ciências Agrárias – Fone: 85 3366 9732

Acessar Ir para o topo