Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Centro de Ciências Agrárias

Área do conteúdo

Máquinas para fatiar cactáceas e para colher folhas de palmeira, desenvolvidas no CCA, garantem duas novas cartas patentes à UFC

Data de publicação: 4 de outubro de 2021. Categoria: Sem categoria

Novas máquinas que prometem facilitar a agricultura e a pecuária, especialmente do Nordeste, garantiram à Universidade Federal do Ceará mais duas cartas patentes. Desenvolvidos no Departamento de Engenharia Agrícola (DENA) do Centro de Ciências Agrárias, os equipamentos se referem a uma fatiadora de cactáceas e a uma colhedora automatizada para palhas de palmeiras. Com eles, a UFC chega a 17 inventos com propriedade intelectual reconhecida.

Foto de fachada do Centro de Ciências Agrárias

Os inventos foram desenvolvidos no Departamento de Engenharia Agrícola do Centro de Ciências Agrárias (Foto: Panela Jr.)

Ambas as máquinas têm como um de seus inventores o Prof. Daniel Albiero, que já soma cinco cartas patentes desenvolvidas na UFC. Na época do depósito das patentes, ele era docente do DENA e hoje é professor da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

A fatiadora tem por objetivo permitir que cactáceas comuns do semiárido, como a palma forrageira, o xiquexique e o mandacaru, possam ser beneficiadas e armazenadas para alimentação de animais na região. O documento da patente explica que a pecuária no Nordeste é fortemente influenciada pela precipitação de chuvas. A pouca forragem presente na região durante os períodos de seca gera uma deficiência nutricional nos animais, e a utilização de cactáceas comuns dessas localidades, que possuem elevado valor nutritivo e são resistentes à seca, pode ser uma solução.

Dessa forma, a máquina permite cortar e picar o material, facilitando a ingestão do alimento, além de possibilitar seu transporte e armazenamento. A ideia é que a máquina possa ser usada tanto para as cactáceas nativas quanto para as cultivadas. A redução do número de pessoas trabalhando na agricultura e a necessidade de maior produção de alimentos, devido ao aumento da população, têm gerado uma crescente demanda por mecanização das etapas de produção agrícola, e o invento busca ocupar essa lacuna.

SUPORTE NUTRICIONAL ‒ A garantia de um suporte nutricional aos animais da região semiárida nos períodos de estiagem pode garantir, analisa o estudo da patente, a melhoria nos resultados da produção de leite e carne, ampliando a renda dos trabalhadores locais.

Além do Prof. Daniel Albiero, assinam como inventores da máquina os pesquisadores Francisco Ronaldo Belem, Fernandes e Geraldo de Sousa Mota.

Foto de pesquisador ao lado da máquina

Pesquisador Francisco Ronaldo ao lado da máquina fatiadora (Foto: Divulgação)

Já a colhedora automatizada para palhas de palmeiras surge para aperfeiçoar uma atividade de importante valor econômico no Nordeste, mas que ainda é realizada de forma rudimentar. As palhas de palmeiras são utilizadas especialmente para a produção da cera, a qual possui inúmeras aplicações, incluindo a elaboração de cosméticos e de medicamentos.

Hoje, a  palha é extraída das palmeiras com auxílio de uma foice específica fixada na extremidade de uma vara, em uma operação que demanda tempo e muito esforço físico, como também expõe o trabalhador a riscos durante a operação de corte. Além disso, dos custos de extração da palha, a mão de obra para o corte é o mais oneroso deles.

INOVAÇÃO ‒ A máquina inventada na UFC é inovadora ao realizar esse processo de forma automática, sendo controlada remotamente. Equipada com uma serra acionada por motor elétrico, a engrenagem consegue solucionar a etapa de corte com agilidade e segurança para o operador.

Foto do Professor Daniel Albiero

Ambas as patentes trazem como um de seus autores o professor Daniel Albiero (Foto: Divulgação)

A carta patente traz ainda como inventores os pesquisadores Elivânia Maria Sousa Nascimento, Marcelo Queiroz Amorim, Icaro Rafael Soares de Souza e Carlos Alessandro Chioderoli.

Fonte: Prof. Daniel Albiero, ex-professor da UFC e atual docente da UNICAMP ‒ e-mail: daniel.albiero@gmail.com

Acessar Ir para o topo