Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Centro de Ciências Agrárias

Área do conteúdo

Pesquisa do Dep. de Fitotecnia, registra, em caráter pioneiro, um novo nematoide afetando cactáceas

Data de publicação: 16 de agosto de 2017. Categoria: Notícias

“O primeiro relato de um novo nematoide de plantas para o Ceará foi registrado na monografia do estudante de Agronomia Rhannaldy Benício Rebouças, defendida em 2017.1. Trata-se do heteroderídeo Cactodera cacti, um nematoide parasita de raízes que afeta, preferencialmente, cactáceas como mandacaru, palma, pitaia e cactáceas ornamentais.

O patógeno forma cistos, estruturas que garantem sua sobrevivência em uma área por vários anos, que podem ser disseminados pelo solo ou por meio de mudas, a curta e a longa distâncias. Este foi o primeiro registro de sua ocorrência natural em mandacaru no Brasil. Sua identificação e relato foram acompanhados pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Em outros países, esse fitonematoide tem larga importância, pois pode produzir prejuízos econômicos consideráveis, principalmente para cactáceas ornamentais, forrageiras e frutíferas. No Ceará, essa ameaça está sendo investigada pelo Setor de Fitossanidade do Deptº de Fitotecnia do CCA/UFC.”

Foto de cistos do nematoide Cactodera cacti.

Foto de cistos do nematoide Cactodera cacti.

 

Foto de ovos e juvenis do nematoide Cactodera cacti associado às raízes de mandacaru

Título da Monografia: Cactodera cacti (Nematoda:Heteroderinae): Ocorrência natural em mandacaru (Cereus jamacaru DC.) no Ceará e investigação de hospedeiras em cactáceas e hortaliças.

Banca examinadora:

– Francisco Leandro de Paula Neto (MAPA)
– Profa Carmem Dolores Gonzaga Santos (UFC-orientadora)
– Rhannaldy Benício Rebouças graduando
– Prof. Cristiano Souza Lima (UFC)

Fonte: Diretoria do Centro de Ciências Agrárias – Fone: 85 3366 9732

Acessar Ir para o topo